Hildeberto Barbosa
Hildeberto Barbosa
Hildeberto Barbosa

Beethoven

Por: | 31/03/2024

Beethoven

Caminho
da primeira à Nona
Sinfonia,
para prosear
com meu mestre,
Beethoven,
nesse fim de tarde,
nesse domingo
mais triste que os antigos
domingos
de minha vida.

Escuto
uma a uma,
sem defesa nem
cansaço.

Entrego
o meu coração
às finas notas
de uma arte única,
todo o meu desespero
dentro da quinta,
tudo que me move
cheira ao estrume
da poesia.

Minha catarse
é o único concerto
para violino.

Seus olhos irados,
seus cabelos revoltos,
a amada imortal
cristalizam a suprema
suavidade do gênio.

Hoje,
outro domingo,
branco, melancólico,
fui só de sonatas.

Meu poema
treme, sem saída.


FONTE: Facebook - Acesse

Todos os campos são obrigatórios - O e-mail não será exibido em seu comentário